Nascer, crescer, amadurecer e envelhecer. Sabemos que este é ciclo natural da vida, contudo, atrasar o envelhecimento e ficar jovem durante mais tempo é um dos nossos maiores desejos.

O MELHOR MÉTODO ANTI-ENVELHECIMENTO DEVE COMEÇAR CEDO E PASSA POR UM PROCESSO QUE DEVE VIR DE DENTRO PARA FORA. O NOSSO ESTILO DE VIDA TEM UM GRANDE IMPACTO NESTE PROCESSO, PRINCIPALMENTE A DIETA ALIMENTAR QUE SEGUIMOS.

Em geral, uma dieta alimentar equilibrada e adequada nutricionalmente às necessidades de cada pessoa previne o processo de envelhecimento; há estudos que demonstram que uma alimentação rica em legumes e hortaliças, leguminosas, cereais integrais, fruta e peixe associa-se a maior longevidade e melhor saúde.

Por outro lado, uma alimentação que tenha por base alimentos ricos em gordura saturada e/ou açúcares e com excesso de calorias (tendo em conta as necessidades de cada um) associa-se ao envelhecimento precoce.

O envelhecimento ocorre devido aos danos que as células do nosso organismo sofrem ao longo do tempo como consequência de agressões provenientes do exterior e do interior. As agressões interiores são aquelas que resultam de processos fisiológicos, por exemplo na respiração ou na produção de energia, em que se formam umas moléculas (radicais livres) com a capacidade de danificar células saudáveis.

A boa notícia é que há alimentos capazes de combater estas moléculas graças ao seu poder antioxidante.

Voucher 1 semana free

Os alimentos com propriedades antioxidantes diminuem os danos celulares e aumentam a capacidade de reparação. Assim, a longevidade aumenta e previnem-se doenças típicas como doenças cardiovasculares, alguns tipos de cancro, Alzheimer,…

Os antioxidantes estão maioritariamente presentes nos legumes e hortaliças, fruta e frutos gordos, sementes e cereais integrais.

Destacam-se os vegetais de folha verde escura (como o espinafre, brócolo, couve) – ricos nas vitaminas A, C e E, bom como em flavonóides.

Os legumes e frutas de cor amarelo-alaranjados como a batata doce, abóbora, cenoura, manga, papaia;

Os frutos vermelhos (amora, mirtilo, framboesa), o morango, o kiwi e os frutos cítricos.

E, por fim, as sementes oleoginosas (como por exemplo as sementes de girassol), os frutos gordos (avelã, noz, amêndoa) e ainda o chá.

Em resumo, se tivermos uma dieta alimentar variada e equilibrada, ajustada às nossas necessidades, aliando a ingestão de água adequada e a prática de exercício físico poderemos manter-nos jovens e com saúde, atrasando assim o envelhecimento.

Menu